You are here

Published in: 10/04/2019

OPAS premia profissionais da Atenção Primária no Brasil

imprimirimprimir 
  • Facebook
Rafaela de Oliveira

Promover o acesso da população ao Sistema Único de Saúde (SUS), priorizando e reforçando o papel da Atenção Primária à Saúde (APS) é uma prioridades. Por isso, a pasta criou a premiação ‘APS Forte: Acesso Universal’ para experiências exitosas na área e irá premiar três exemplos de estratégias adotadas por profissionais de saúde para melhorar a rotina de atendimento nas unidades da Atenção Primária e, consequentemente, melhorar também a saúde do cidadão que utiliza o SUS. 

Um comitê técnico formado por representantes do Ministério da Saúde, OPAS e outras instituições do setor selecionaram onze ações para a reta final da apuração. No total, o site da premiação recebeu mais de 1.290 inscrições de iniciativas para o Prêmio APS Forte – dessas, 946 ações foram indicadas para participar do processo seletivo. Práticas das cinco regiões brasileiras foram escolhidas para a final da competição. 

Além das entidades, fazem parte do comitê técnico os conselhos nacionais de secretarias municipais e de secretários de Saúde (Conasems e Conass) e o Conselho Nacional de Saúde (CNS). A análise técnica das iniciativas inscritas ficou a cargo de um grupo de trabalho composto por gestores, profissionais de saúde, acadêmicos, especialistas nacionais e internacionais, além de convidados do Ministério da Saúde e OPAS. 

Todas as 946 experiências aprovadas pelo comitê técnico para concorrer ao Prêmio APS Forte vão compor uma publicação eletrônica editada pelo Ministério da Saúde e OPAS, chamada Navegador SUS. As três práticas vencedoras entrarão, ainda, em um livro de estudos de casos entre experiências na Atenção Primária.

Add new comment