Você está aqui

Publicado em: 22/09/2014

Rede ePORTUGUÊSe oferece curso sobre segurança do paciente

imprimirimprimir 
  • Facebook

Na última década, os estudos sobre segurança do paciente se intensificaram e cada vez mais se sabe que os efeitos adversos nos cuidados de saúde não estão somente ligados à competência dos profissionais de saúde, mas sim, devido à complexidade dos sistemas de saúde, onde o sucesso do tratamento e os resultados dependem de muitos fatores.Todos os anos, centenas de milhares de pacientes/doentes sofrem danos ou morrem devido à falta de segurança em procedimentos médicos ou hospitalares e ficam com sequelas temporárias ou definitivas ao buscar assistência. Em conjunto com African Partnership for Patient Safety (Parceria Africana para a Segurança do paciente), a rede ePORTUGUÊSe tem investido bastante no alerta sobre a segurança do paciente em diversas áreas. Desde 2012, a rede oferece um curso online e gratuito: ‘Introdução à investigação sobre segurança do paciente/doente’.
 
O curso, traduzido para o português pela Fiocruz no Brasil e Escola Nacional de Saúde Pública de Portugal, tem oito módulos cujo objetivo é apresentar os elementos básicos da investigação em segurança do paciente/doente. A versão em inglês e aversão em francês estão disponíveis na página da OMS. As oito sessões são direcionadas a profissionais de saúde e investigadores interessados em aumentar seu conhecimento sobre os problemas relacionados à segurança do paciente/doente.

A parceria africana para segurança do paciente (APPS) é um programa do Departamento de segurança do paciente da OMS que cria parcerias sustentáveis na área da segurança do paciente entre hospitais na região africana da OMS e hospitais noutras regiões. O programa APPS incorpora uma ação orientada para a prevenção de infecções associadas a cuidados de saúde que, na Europa afetam mais de 4 milhões de pessoas causando 37 000 mortes por ano. Considera-se que o peso da doença seja consideravelmente maior em África. APPS preocupa-se com a defesa da segurança do paciente como condição prévia para os cuidados de saúde na Região Africana e em catalisar uma série de ações que fortaleçam os sistemas de saúde, auxiliem a construção do conhecimento local e ajudem a reduzir os erros médicos e os danos causados ao paciente. O programa atua como um canal para melhorar a segurança do paciente que pode ser disseminado para vários países. 

 

1 Comment

Prezados (as)

Prezados (as) Sou Caboverdiana, estudante do primeiro Ano do curso de doutoramento em Ciências de Enfermagem no Porto. Estou interessada em desenvolver a investigação em caboverde nesta área de interesse que é a segurança do doente no bloco operatorio: Contributos dos enfermeiros. Assim agradeço o vosso apoio..Obrigado

Páginas

Comentar