Você está aqui

Doenças transmitidas por vetores

Atualizado: 01/08/2016
imprimirimprimirenviar por e-mailenviar por e-mail
  • Facebook

OMS


Fatos principais

  • Doenças transmitidas por vetores são responsáveis por mais de 17% de todas as doenças infecciosas, causando mais de um milhão de mortes anualmente.
  • Mais de 2,5 bilhão de pessoas em mais de 100 países estão em risco de contrair dengue.
  • A malária causa mais de 600 mil mortes por ano em todo o mundo, a maioria delas em crianças menores de cinco anos.
  • Outras doenças como a doença de Chagas, leishmaniose e esquistossomose afeta centenas de milhões de pessoas no mundo.
  • Muitas dessas doenças são evitáveis através de medidas de proteção informadas.

Principais vetores e doenças que transmitem

Os vetores são organismos que podem transmitir doenças infecciosas entre os seres humanos ou de animais para humanos. Muitos destes vetores são insetos hematófagos, que ingerem micro-organismos produtores de doença durante uma refeição de sangue de um hospedeiro infectado (humano ou animal) e, posteriormente, o injeta em um novo hospedeiro durante a sua subsequente refeição de sangue.

Os mosquitos são os vetores de doença mais conhecidos. Outros vetores incluem carrapatos, moscas, flebotomíneos, pulgas, triatomíneos e alguns caracóis aquáticos de água doce.

Mosquitos

  • Aedes
  1. Chikungunya
  2. Dengue
  3. Febre do Vale do Rift
  4. Febre amarela
  5. Zika
  • Anopheles
  1. Malária
  • Culex
  1. Encefalite japonesa
  2. Filaríase linfática
  3. Febre do Nilo Ocidental
  • Flebotomíneos
  1. Leishmaniose
  2. Febre de Flebotomíneo
  • Carrapatos
  1. Febre hemorrágica da Crimeia Congo
  2. Doença de Lyme
  3. Febre recorrente (borreliose)
  4. Febre escaronodular
  5. Encefalite transmitida por carrapatos
  6. Tularêmia
  • Triatomíneos
  1. Doença de Chagas (tripanossomíase americana)
  • Moscas Tsé-Tsé
  1. Doença do sono (tripanossomíase africana)
  • Pulgas
  1. Peste (transmitida por pulgas de ratos para os seres humanos)
  2. Rickettsioses
  • Moscas pretas
  1. Oncocercose (cegueira dos rios)
  • Caracóis aquáticos
  1. Esquistossomose (bilharziose)

Doenças transmitidas por vetores

As doenças transmitidas por vetores são causadas por patógenos e parasitas em populações humanas. Todos os anos há mais de um bilhão de casos e mais de um milhão de mortes por doenças transmitidas por vetores mundialmente, como malária, dengue, esquistossomose, tripanossomíase africana, leishmaniose, doença de Chagas, febre amarela, encefalite japonesa e oncocercose.

As doenças transmitidas por vetores são responsáveis ​​por mais de 17% de todas as doenças infecciosas.

A distribuição destas doenças é determinada por um complexo dinâmico de fatores ambientais e sociais.

A globalização das viagens e do comércio, a urbanização não planejada e os desafios ambientais como as alterações climáticas estão tendo um impacto significativo sobre a transmissão das doenças nos últimos anos. Algumas doenças, como a dengue, chikungunya e o Vírus do Nilo Ocidental estão surgindo nos países onde eram desconhecidos.

Mudanças nas práticas agrícolas devido à variação de temperatura e precipitação podem afetar a transmissão de doenças por vetores. Dados climáticos podem ser usados ​​para monitorar e prever a distribuição e tendências de longo prazo da malária e outras doenças sensíveis ao clima.

Resposta da OMS

A OMS responde a doenças transmitidas por vetores:

  • Proporcionando a melhor evidência para controlar vetores e proteger as pessoas contra a infecção.
  • Prestando apoio técnico e orientação aos países, para que possam gerir de forma eficaz os casos e surtos.
  • Apoiando países para melhorar os seus sistemas de informação e capturar o verdadeiro peso da doença.
  • Fornecendo treinamento em manejo clínico, diagnóstico e controle do vetor com alguns dos seus centros colaboradores em todo o mundo.
  • Desenvolvendo novos instrumentos para combater os vetores e lidar com a doença, como por exemplo, produtos de inseticidas e tecnologias de pulverização.

Um elemento crucial em doenças transmitidas por vetores é a mudança comportamental. A OMS trabalha com parceiros para fornecer educação e melhorar a sensibilização para que as pessoas saibam como se proteger e proteger suas comunidades de mosquitos, carrapatos, insetos, moscas e outros vetores.

Para muitas doenças tais como a doença de Chagas, malária, esquistossomose e leishmaniose, a OMS iniciou programas de controle usando medicamentos doados ou subsidiados.

O acesso à água e ao saneamento é um fator muito importante no controle e eliminação da doença. A OMS trabalha em conjunto com diferentes setores de governo para controlar essas doenças.