• 08/10/2014 - Apesar de notáveis ??ganhos na saúde, as desigualdades persistem entre e dentro dos países da Região Europeia da OMS, e a Suécia não é excepção. Ações para combater com eficácia as iniquidades em saúde precisam ser realizadas em todos os níveis de governo. As regiões têm um papel fundamental a desempenhar, porque elas estão perto de suas populações e têm o poder e habilidades para desenvolver políticas de saúde pública eficientes que podem ajudar a reduzir as disparidades, alterando a distribuição dos determinantes sociais da saúde. 
  • 08/10/2014 - As metas da cobertura universal de saúde são para garantir que todos possam ter acesso aos serviços de saúde de qualidade, para proteger todas as pessoas dos riscos para a saúde pública e do empobrecimento devido à doença, quer se trate de pagamentos fora do bolso para cuidados de saúde ou perda de rendimento quando um membro da família adoece. Países tão diversos como Brasil, França, Japão, Tailândia e Turquia mostraram como a coberta universal pode servir como mecanismo vital para melhorar a saúde e o bem-estar dos seus cidadãos, e estabelecer as bases para o crescimento econômico e a competitividade fundamentada nos princípios da equidade e da sustentabilidade. Garantir o acesso universal aos serviços de saúde de qualidade a preços acessíveis será uma importante contribuição para a erradicação da extrema pobreza até 2030 e aumentar a prosperidade comum em países de baixa renda e nos países de renda média, onde a maioria dos pobres do mundo vivem.
  • 03/10/2014 - Em uma iniciativa pioneira, a Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) vai oferecer, por meio de um convênio com o Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa (IHMT/UNL), cursos de extensão internacionais com atividades simultâneas em países de três continentes: Brasil, Portugal e, em um segundo momento, Cabo Verde. As inscrições para o curso de História da Medicina Tropical estão abertas até 10 de outubro. Para o curso de Preservação e Gestão do Patrimônio Cultural das Ciências e da Saúde, é possível se inscrever até 20 de outubro.  
  • 01/10/2014 - A Aliança Global para a Força de Trabalho em Saúde (GHWA, sigla em inglês) vem coordenando o desenvolvimento de oito documentos temáticos para reunir evidências em apoio à estratégia global da Organização Mundial de Saúde para recursos humanos em saúde. Estes documentos serão discutidos no Simpósio sobre Pesquisas em Sistemas de Saúde, na Cidade do Cabo.
  • 24/09/2014 - A formação técnica em Citopatologia, apontando o protagonismo do profissional técnico no controle do câncer, a partir da atuação nos laboratórios de citopatologia, é o tema da edição de agosto da revista RET-SUS. Esta é a última com periodicidade mensal, pois as próximas serão bimestrais. A publicação conta a história do Atlas de Citopatologia Ginecológica, uma coletânea realizada pelo Programa de Formação de Profissionais de Níveo Médio para a Saúde (Profaps), dentre outras novidades nesta área.
  • 23/09/2014 - A Divisão Internacional dos Institutos Pasteur lançou chamada para bolsas de estágios dentro dos Programas Calmette e Yersin. As bolsas são destinadas a promover e facilitar a mobilidade entre cientistas (estudantes, pesquisadores e técnicos) do Instituto Pasteur e da Rede Internacional dos Institutos Pasteur. O prazo final da candidatura é 15 de outubro de 2014.
  • 23/09/2014 - Para facilitar e dinamizar a comunicação, a rede ePORTUGUÊSe está intensificando o uso do facebook como ferramenta de disseminação de informação. O Espaço colaborativo continuará ativo, mas aos poucos irá migrar as informações para as redes sociais, por serem mais interativas. A rede conta com a colaboração dos usuários para que divulguem e, acima de tudo, participem e enviem suas opiniões e contribuições.  
  • 22/09/2014 - Na última década, os estudos sobre segurança do paciente se intensificaram e cada vez mais se sabe que os efeitos adversos nos cuidados de saúde não estão somente ligados à competência dos profissionais de saúde, mas sim, devido à complexidade dos sistemas de saúde, onde o sucesso do tratamento e os resultados dependem de muitos fatores. Em conjunto com African Partnership for Patient Safety (Parceria Africana para a Segurança do paciente), a rede ePORTUGUÊSe tem investido bastante no alerta sobre a segurança do paciente em diversas áreas. Desde 2012, a rede oferece um curso online e gratuito: ‘Introdução à investigação sobre segurança do paciente/doente’.
  • 18/09/2014 - Dados recentes publicados pelas Nações Unidas revelam que as taxas de mortalidade de menores de cinco anos diminuíram em 49 % no período entre 1990 e 2013, enquanto a taxa média anual de declínio tem acelerado, e até mesmo triplicado em alguns países, esse progresso ainda está longe de alcançar a meta global de redução da mortalidade infantil em dois terços até 2015. As novas estimativas do informe “Níveis e tendências da mortalidade infantil 2014” revelam que em 2013 morreram 6,3 milhões de meninos e meninas menores de cinco anos, em sua maior parte por causas preveníeis, representando um decréscimo de 200 mil mortes em relação a 2012. 
  • 15/09/2014 - Em agosto, a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) encerrou a fase de consultas públicas sobre o documento Estratégia de Cobertura Universal de Saúde, aprovado em maio na 154ª Sessão do Comitê Executivo da Organização. O processo, liderado pelos ministérios da Saúde dos países, contou com a participação da sociedade civil, de instituições acadêmicas e de profissionais da área que deram suas opiniões sobre o modelo proposto. De acordo com a OPAS, todos os países da região das Américas foram consultados e seis nações sul-americanas possuem relatórios consolidados divulgados: Argentina, Bolívia, Brasil, Guiana, Paraguai e Uruguai.

Páginas