• 10/04/2015 - A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou uma nova declaração sobre as taxas de cesáreas. Neste documento, após a condução de estudos científicos, a OMS conclui que as cesáreas são efetivas para salvar vidas de mães e crianças, quando bem indicadas e feitas em ambiente seguro, mas adverte dos riscos. Como novidade, a OMS propõe que, a partir de hoje, os países e as instituições de saúde adotem o sistema de classificação de Robson como instrumento de monitoramento e comparação das taxas de cesáreas.
  • 10/04/2015 - O volume 20, número 3, da revista Ciência e Saúde Coletiva já está disponível on-line. A edição tem como tema a vigilância de doenças crônicas e violências, encarado como um dos grandes desafios contemporâneos no campo da saúde. Os artigos abordam a necessidade de se investir nesse tipo de vigilância em um contexto de envelhecimento populacional, males causados pelas mudanças climáticas e aumento nos fatores de risco para doenças crônicas e violências.
  • 08/04/2015 - Durante a comemoração dos seus 29 anos, o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz) lançará, no dia 15/04 o site Saúde da pessoa idosa: boas práticas. Na página os leitores podem conhecer o “Mapeamento de Experiências Municipais e Estaduais no Campo do Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa”, iniciativa da Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa (Cosapi/Dapes/SAS) do Ministério da Saúde, em parceria com o Laboratório de Informação em Saúde (Lis/Icict/Fiocruz).
  • 07/04/2015 - A segurança dos alimentos é o tema definido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para o Dia Mundial da Saúde 2015, comemorado nesta terça-feira, 7. De acordo com a OMS, alimentos não saudáveis ??estão ligados à morte de cerca de 2 milhões de pessoas por ano, em sua maioria crianças. Os alimentos que contêm bactérias, vírus, parasitas ou substâncias químicas nocivas causam mais de 200 doenças, que vão desde diarreia ao câncer. O Dia Mundial da Saúde desse ano é uma oportunidade para alertar aqueles que trabalham em diferentes setores do governo, agricultores, fabricantes, varejistas, profissionais de saúde e consumidores sobre a importância da segurança alimentar, e aumentar a conscientização sobre o papel que cada um pode desempenhar para que todos tenham a confiança de que os alimentos que chegam ao prato são seguros.
  • 24/03/2015 - O enfrentamento de uma possível epidemia de chikungunya no país é o mote do 1° Seminário Centro-Oeste de Chikungunya: novo Desafio para a Saúde Pública nas Américas. Promovido pelo escritório da Fiocruz no Mato Grosso do Sul, o evento será realizado nos dias 9 e 10 de abril, na Universidade Anhanguera-Uniderp, em Campo Grande (MS). A iniciativa reunirá profissionais do SUS, representantes de instituições que integram a rede pública e privada de saúde, estudantes de graduação e pós-graduação, docentes e pesquisadores de diversas regiões do Brasil. Os tópicos para discussão serão ações de manejo clínico; ações de controle; ações de vigilância; e ações para o controle e manejo da dengue. 
  • 10/03/2015 - A edição n° 150 de março de 2015 da Revista Radis, que está on-line, debate o que está por trás da desoneração fiscal. De acordo com a matéria de capa, a lógica utilizada pelo governo e pelo setor empresarial de menos impostos e contribuições, mais crescimento econômico, mais emprego e bem estar para a população, visando defender a política de renúncias e desonerações parece simples, mas esconde o real impacto da diminuição da arrecadação que financia a Seguridade Social: menos direitos sociais para todos os brasileiros. A estimativa da Receita Federal é que, em 2014, o governo abriu mão de recolher R$ 136,5 bilhões somente com as contribuições sociais. Somado aos impostos, este valor chega a cerca de 250 bilhões perdidos com desonerações e renúncias, informa a revista.
  • 04/03/2015 - Com o objetivo de aumentar a consciência sobre o impacto das anomalias congênitas, a Organização Pan-Americana de Saúde/Organização Mundial de Saúde (Opas/OMS), junto com outras 11 organizações líderes em saúde global,  promoveu pela primeira vez a comemoração do Dia Mundial dos Defeitos do Nascimento, no último dia 3 de março.
  • 26/02/2015 - Com o fim do prazo para alcançar os oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) para 2015, diversos países que estiveram reunidos na Conferência Rio+20 concordaram com a necessidade de estabelecer novas metas para o desenvolvimento humano. Essas metas se transformaram nos chamados Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), que levaram o mundo a pensar em uma Agenda de Desenvolvimento pós-2015 que continue acompanhando os esforços propostos pelos ODM.
  • 24/02/2015 - A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu que os países afetados por 17 doenças tropicais negligenciadas aumentem seus investimentos financeiros no combate a essas enfermidades, uma ação que poderia beneficiar diretamente a saúde e o bem-estar de mais de 1,5 bilhão de pessoas. Ao aumentar o investimento em apenas 0,1% dos gastos domésticos em saúde, governos de países de baixa e média renda podem evitar a prevenção de doenças como leishmaniose, hanseníase, doença de chagas, dengue, raiva, entre outras.
  • 24/02/2015 - De acordo com um estudo da agência das Nações Unidas, a má utilização de seringas causou em 2010 mais de dois milhões de infecções com os vírus da hepatite B e C, e mais de 30 mil casos de HIV. Por essa razão, a Organização Mundial de Saúde (OMS) apela para que todas as unidades de saúde adotem seringas inteligentes ou de uso único. A campanha destina-se a acabar com as injeções inseguras, em que as mesmas seringas são utilizadas mais que uma vez. 

Páginas