• 18/05/2017 - No último dia do evento, 10 de maio, o primeiro painel teve como tema “Internacionalização e Formação em Saúde Pública: a experiência cubana”, com Ahindris Calzadilla, do Inhem; e Xiomara Martín, da Ensap. O painel foi coordenado pela assessora da Coordenação de Cooperação Internacional da EPSJV, Ingrid Freire. Ahindris falou sobre os benefícios da internacionalização universitária, que fortalece as universidades, incrementa o conhecimento, melhora a formação profissional e enriquece a formação. Xiomara falou sobre a Escola Latinoamericana de Medicina (Elam), que existe desde 1999. Até 2016, já foram formados 5000 estudantes, de 123 países. O programa é estendido a todos as faculdades de Medicina do país e os egressos atuam em vários países do mundo.
  • 18/05/2017 - No segundo dia de evento, o painel “Experiências na Formação de Formadores no Brasil e em Cuba” contou com a presença de Lázaro Díaz e Carlos Raúl del Pozo, da Escola Nacional de Saúde Pública de Cuba (Ensap); Ronaldo Travassos, da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz); Frederico Peres, da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Ensp/Fiocruz); Antonio Rodríguez, da Faculdade de Tecnologia da Saúde de Havana (Fatesa/Cuba); Adolfo Alvarez Pérez, do Instituto Nacional de Higiene, Epidemiologia e Microbilogia (Inhem/Cuba) e Waldo Díaz, do Instituto Nacional de Saúde dos Trabalhadores de Cuba (Insat).
  • 17/05/2017 - O primeiro painel do I Colóquio Latino-Americano de formação em Saúde Pública e III Colóquio Brasil-Cuba de formação em Saúde Pública, no dia 8 de maio, discutiu o tema Redes Colaborativas e Formação de Formadores Latinoamericanos, com a participação de Ricardo Teixeira, da Faculdade da Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e Mario Rovere, da Universidade Nacional de Rosário, na Argentina. Ricardo Teixeira fez um relato de experiência sobre a Rede Humaniza SUS (RHS), rede colaborativa social vinculada à Política Nacional de Humanização. A RHS existe há dez anos e funciona como um blog comunitário, no qual os usuários podem postar suas publicações. 
  • 16/05/2017 - A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz), o Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (Isags/Unasul) e o Instituto Nacional de Higiene, Epidemiologia e Microbiologia (Inhem/Cuba) promoveram, de 8 a 10 de maio, o I Colóquio de Latino-Americano de formação em Saúde Pública e III Colóquio Brasil-Cuba de formação em Saúde Pública. Em sua primeira edição, o Colóquio Latino-Americano foi pensado de maneira mais abrangente para facilitar não somente o diálogo entre instituições brasileiras e cubanas, mas também incorporar as experiências e os desafios de outras instituições vizinhas, responsáveis pela formação e a qualificação de quadros estratégicos para os sistemas de saúde da região.
  • 09/05/2017 - O I Colóquio Latino-Americano de Formação em Saúde Pública e III Colóquio Brasil-Cuba de Formação em Saúde Pública, cujo tema central é 'A Formação de Formadores em Saúde Pública para a América Latina' acontecerá de 8 a 10 de maio de 2017, das 9 às 17 horas, no auditório térreo da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), com transmissão simultânea pela internet. Em breve, aqui no site da RETS, a cobertura do evento.  
  • 08/03/2017 - 'Diálogos do Sul' é um ciclo de debates promovido pelo ISAGS-UNASUL sobre a Saúde como ponto de convergência entre os países da América do Sul. A primeira edição será no dia 15 de março (quarta-feira), às 16:30, na sede do Isags (Av Rio Branco 151, 19 andar), sob o tema: "A Saúde e os novos desafios da integração". A participação é gratuita.
  • 08/03/2017 - De acordo com dois novos relatórios da Organização Mundial de Saúde (OMS) –  ‘O legado de um mundo sustentável: Atlas sobre Saúde Infantil e Meio Ambiente’ e ‘Não poluir o meu futuro! O impacto dos fatores ambientais na saúde das crianças’ – mais de 25% das mortes de crianças menores de cinco anos são causadas pela poluição ambiental. Todos os anos, as condições ambientais insalubres, tais como a poluição do ar em ambientes fechados e ao ar livre, o fumo passivo, a água contaminada, a falta de saneamento e a higiene inadequada causam a morte a 1,7 milhões de crianças menores de cinco anos.
  • 16/12/2016 - Que as imagens de Pawel Kuczynski sejam capazes, como os imãs do cigano de Cem anos de solidão, de despertar nossa alma para a incansável luta contra as desigualdades sociais. Que no próximo ano, possamos permanecer firmes e cada vez mais unidos em nosso trabalho em defesa direito de todos à saúde e à educação de qualidade.
  • 13/12/2016 - A depressão, que afeta pessoas de todas as idades e condições sociais e de todos os países, foi definida como o tema do Dia Mundial da Saúde (04/04) em 2017. O tema é considerado prioridade por ser uma das principais causas de suicidio entre os mais jovens. A ideia foi lançada pela a OMS em 10 de outubro  (Dia Mundial da Saúde Mental) e a campanha tem por objetivo ampliar a divulgação de informações sobre a doença, reduzindo o estigma que ela acarreta e incentivando as pessoas a buscarem tratamento. Leia mais sobre o tema e participe da campanha!
  • 29/11/2016 - A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) recebeu, entre os dias 7 e 11 de novembro de 2016, a visita do Presidente da Associação dos Técnicos de Medicina Nuclear da Argentina, Carlos Einisman, no âmbito do Curso de Licenciatura em Imagem Médica e Radioterapia.

Páginas