• 13/12/2018 - Projeto de cooperação entre Fiocruz e Instituto Brasil-África demanda curso de Manutenção de Equipamentos de Laboratório de Patologia à Escola Politécnica
  • 12/12/2018 - Ministros da Saúde do Mercosul e dos Estados associados assinaram uma declaração para colocar a saúde à frente e no centro dos planos nacionais de adaptação às mudanças climáticas. Essa medida tem o objetivo de assegurar que os sistemas de saúde se tornem resilientes a essas mudanças e que a prevenção e a promoção da saúde estejam totalmente integradas aos serviços de informação sobre temas climáticos, de acordo com as recomendações da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).
  • 07/12/2018 - Novo relatório da ONU mostra que cumprimento do Acordo de Paris pode salvar cerca de um milhão de vidas por ano até 2050; poluição do ar causa 7 milhões de mortes em todo o mundo, todos os anos, e custa cerca de US$ 5,11 trilhões. 
  • 30/11/2018 - Durante a 4ª Reunião Ordinária da Rede de Escolas Técnicas de Saúde da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (RETS-CPLP), realizada nos dia 12 e 13 de novembro, no Rio de Janeiro, representantes dos países da CPLP apresentaram o cenário da Atenção Primária em Saúde (APS) nos seus sistemas de saúde. Além disso, os membros da RETS-CPLP aprovaram o novo plano de trabalho da Rede 2019-2022 e confirmaram a EPSJV/Fiocruz como sua instituição coordenadora.
  • 30/11/2018 - Nos 20 países que integram a Rede Internacional de Educação de Técnicos em Saúde (RETS), cuja secretaria executiva está sediada na Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz), há grandes diferenças em relação às características das instituições que são responsáveis pela formação dos técnicos em saúde, bem como são distintas as modalidades e os graus de ensino oferecidos para esses profissionais. Essas múltiplas experiências de formação e trabalho, com ênfase na atenção primária à saúde (APS), foram destaques da 4ª Reunião Geral da RETS, realizada de 12 a 14 de novembro, no Rio de Janeiro, concomitantemente à 4ª Reunião Ordinária da Rede de Escolas Técnicas de Saúde da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (RETS-CPLP). A RETS tem como missão promover a articulação entre instituições e organizações envolvidas com a formação e a qualificação de pessoal técnico da área da saúde em países das Américas, da África, da Ásia e em Portugal.
  • 28/11/2018 - Consolidar a Rede Internacional de Educação de Técnicos em Saúde (RETS) e sua missão de apoio ao fortalecimento da formação e qualificação de trabalhadores técnicos em saúde, em processos de cooperação internacional nas Américas e na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Esse foi o objetivo principal da 4ª Reunião Geral da RETS, realizada de 12 a 14 de novembro no Rio de Janeiro, juntamente com a 4ª Reunião Ordinária da RETS-CPLP, no Rio de Janeiro. Durante três dias, cerca de 40 representantes institucionais avaliaram o trabalho feito ao longo dos anos e, entre outras coisas, elaboraram o plano de trabalho das redes para o período 2019-2022. O grupo também definiu e pactuou um plano de comunicação para a RETS, bem como reconduziu a EPSJV/Fiocruz como a secretaria executiva da Rede. No primeiro dia do evento, após a mesa de abertura, foi realizado o seminário ‘40 anos de Alma-Ata e o papel dos trabalhadores técnicos em saúde na efetivação de sistemas universais de saúde’, com a presença de Paulo Buss, ex-presidente e atual coordenador do Centro de Relações Internacionais em Saúde (CRIS) da Fiocruz, e Isabel Duré, da Secretaria de Saúde do Ministério da Saúde e Desenvolvimento Social da Argentina. O seminário foi aberto ao público e transmitido ao vivo pela Internet. Ao final da Reunião, os membros da RETS divulgaram a Declaração do Rio de Janeiro, na qual solicitam às autoridadades locais, regionais e mundiais maior atenção ao tema da formação e do trabalho dos técnicos em saúde.
  • 28/11/2018 - Os 40 anos de Alma-Ata e o papel dos técnicos em saúde na efetivação de sistemas universais de saúde foi o tema do Seminário de abertura da 4ª Reunião da Rede Internacional de Educação de Técnicos em Saúde (RETS), realizada de 12 a 14 de novembro, no Rio de Janeiro, juntamente com a 4ª Reunião Ordinária da sub-rede da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (RETS-CPLP). Mediado pela professora-pesquisadora da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz) Márcia Valéria Morosini, o debate contou com o ex-presidente e atual coordenador do Centro de Relações Internacionais (Cris) da Fiocruz, Paulo Buss, e a assessora no Ministério da Saúde e Desenvolvimento Social da Argentina, Isabel Duré. 
  • 31/10/2018 - A 4ª Reunião Geral da Rede Internacional de Educação de Técnicos de Saúde (RETS) será realizada de 12 a 14 de novembro no Rio de Janeiro, juntamente com a 4ª Reunião Ordinária da Rede de Escolas Técnicas de Saúde da CPLP (RETS-CPLP).  A primeira parte da programação – o Seminário ‘40 anos de Alma-Ata e o papel dos trabalhadores técnicos em saúde na efetivação de sistemas universais de saúde’ – será aberta ao público em geral e será transmitida ao vivo pela internet. No seminário, o ex-presidente e atual coordenador do Centro de Relações Internacionais (CRIS) da Fiocruz, Paulo Buss, apresentará o tema ‘Da declaração de Alma-Ata à declaração de Astana: direito universal ou cobertura universal de saúde?’. Isabel Duré, da Secretaria de Saúde, do Ministério da Saúde e Desenvolvimento Social da Argentina, discutirá ‘A agenda inconclusa da formação e do trabalho dos técnicos em saúde pós 40 anos da declaração de Alma-Ata’.  A mesa, que será moderada pela professora e pesquisadora Márcia Valéria Cardoso Morosini, da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz), ocorrerá no dia 12 de novembro, das 9h às 12h30 (horário de Brasília), no Auditório da EPSJV.
  • 30/10/2018 - Registrando cerca de 20 mil partos prematuros por ano e com uma taxa de mortalidade neonatal estimada em 28 mortes a cada mil nascimentos, Moçambique deu um passo importante em prol da saúde neonatal. Em meio a uma grande festa, foi inaugurado, na sexta-feira (26/10), o primeiro Banco de Leite Humano (BLH) do país, no Hospital Central de Maputo. A unidade é a segunda do continente africano nos moldes do modelo brasileiro: Cabo Verde conta com um BLH em funcionamento desde 2011 e em processo de implantação da segunda unidade. Angola será o próximo país a ganhar um BLH, em Luanda.
  • 30/10/2018 - O número de casos confirmados de sarampo na Região das Américas cresceu 22% em um mês, conforme a mais recente atualização epidemiológica da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), com dados fechados no dia 24 de outubro. Os números são motivo de preocupação, uma vez que o vírus causador do sarampo se espalha muito rapidamente. Por isso, é importante manter e fortalecer as atividades de resposta na Região. Ao todo, 11 países das Américas notificaram 8.091 casos confirmados de sarampo em 2018: Antígua e Barbuda (1), Argentina (14), Brasil (2.192, incluindo 12 mortes), Canadá (25), Colômbia (129), Equador (19), Estados Unidos (142), Guatemala (1), México (5), Peru (38) e Venezuela (5.525, incluindo 73 óbitos).

Páginas