• 11/10/2018 - A Organização Pan-Americana da Saúde concederá recurosos para as propostas de implementação do projeto. A Opas planeja fornecer doações de US $ 35.000 a US $ 40.000 dos Estados Unidos. A chamada permanecerá aberta até 15 de novembro de 2018, às 12:00 (hora de Washington, D.C.); e somente as solicitações enviadas pela página https://www.paho.org/ish/convocatoria.php serão consideradas. Os recursos financeiros serão alocados como "capital de geração" para projetos de execução no país. A estratégia de geração de capital no campo de IS4H pretende ser um investimento inicial, para patrocinar um projeto até que um modelo sustentável com sua própria dinâmica seja totalmente implementado.
  • 11/10/2018 - Durante os últimos 50 anos, a atividade humana, particularmente o consumo de combustíveis fósseis, liberou quantidades de CO2 e outros gases de efeito estufa suficientes para reter mais calor nas camadas mais baixas da atmosfera e alterar o clima global. Nos últimos 130 anos, o mundo se aqueceu a aproximadamente 0,85 ° C. Durante os últimos 30 anos, cada década tem sido mais quente do que em qualquer década anterior desde 1850. Os níveis do mar estão subindo, as geleiras estão derretendo e os regimes de chuvas estão mudando. Eventos climáticos extremos estão se tornando mais intensos e frequentes.
  • 02/10/2018 - Documento defende que é preciso que mais seja feito para reforçar mecanismos, sobretudo, nos países em desenvolvimento; Conferência da Convenção-Quadro da OMS para o Controle do Tabaco decorre esta semana, em Genebra.Foi f eito um “progresso assinalável” para combater o consumo de tabaco mas é necessário fazer mais para lidar com as tentativas da indústria tabaqueira em contornar as regulamentações internacionais. A conclusão é do Relatório sobre o Progresso Global de 2018 lançado pela Organização Mundial de Saúde, OMS, em Genebra.
  • 26/09/2018 - Autoridades de saúde na região das Américas aprovaram, durante a reunião do Conselho Diretivo da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), realizada em 25 de setembro, um novo plano para reduzir o déficit de 800mil trabalhadores de saúde adicionais necessários para atender às necessidades atuais dos sistemas de saúde da região.O Plano de Ação para Recursos Humanos para o Acesso Universal à Saúde e Cobertura Universal de Saúde 2018-2023 marca o caminho a seguir para fornecer aos países os recursos humanos necessários para alcançar a meta global de saúde universal até 2030. Ele também visa melhorar sua distribuição geográfica e habilidades para alcançar todas as pessoas, em todos os lugares.
  • 24/09/2018 - A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e a Sociedade Espanhola de Saúde Pública e Administração em Saúde (Sespas) estabeleceram um acordo para promover conjuntamente a divulgação da pesquisa científica sobre sistemas e serviços de saúde nas Américas. Ambas as organizações se comprometeram a trabalhar na melhoria da qualidade e disponibilidade dessas pesquisas. O acordo de cooperação assinado pela Diretora Adjunta da Opas, Isabella Danel, e do Presidente da Sespas, Dr. Joan Ramon Villalbí Hereter ,em 5 de setembro. 
  • 20/09/2018 - Os países não estão fazendo o suficiente para acabar com a tuberculose — a doença infecciosa mais letal do mundo — até 2030, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta terça-feira (18/09), ao lançar o mais recente relatório global sobre o tema. O documento mostra que a disparidade geográfica é gritante, com 500 casos de tuberculose para cada 100 mil habitantes em países incluindo Moçambique, Filipinas e África do Sul; e menos de dez para cada 100 mil pessoas em países de alta renda.
  • 17/09/2018 - Novos casos da doença terão subido para 18,1 milhões; cânceres de pulmão, mama e colorretal são os mais comuns; taxas de incidência em países mais avançados são até três vezes maiores do que em países com desenvolvimento baixo ou médio.
  • 17/09/2018 - Por conta dos quarenta anos de Alma Ata, completados neste mês de setembro de 2018, o Portal EPSJV/Fiocruz foi ouvir o professor do Departamento de Medicina Social da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e coordenador da Rede de Pesquisas em Atenção Primária à Saúde (Rede APS) da Associação Brasileira de Saúde Coletiva, Luiz Augusto Fachinni, que fez um balanço das quatro décadas do documento que foi um marco para o mundo. Nesta entrevista, Fachinni fala ainda sobre a Conferência Global da OMS sobre Atenção Primária em Saúde, marcada para outubro em Astana, no Cazaquistão, quando será apresentada uma nova Declaração sobre Atenção Primária à Saúde, analisando até onde os princípios apresentados pelo documento se aproximam ou se distanciam do texto de 1978. A Declaração de Astana vem apresentar os desafios para o avanço da cobertura universal de saúde e do desenvolvimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).
  • 14/09/2018 - Diante da convocação da reunião de Astana, a ser realizada no Cazaquistão, no próximo mês de outubro, por ocasião dos 40 anos da Conferência e Declaração de Alma Ata, a Associação Latino-Americana de Medicina Social (Alames) publicou uma declaração e lançou um abaixo assinado dirigido às autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS), aos Ministros de Saúde de todo o mundo e aos delegados que estarão presentes na Reunião. 
  • 11/09/2018 - O curso, gratuito, autodirigido e disponível em inglês no Campus Virtual de Saúde Pública da Opas (https://www.campusvirtualsp.org/en), busca fortalecer as capacidades dos profissionais da atenção primária em identificar, avaliar e melhorar a abordagem em relação aos comportamentos suicidas em pacientes. Os interessados ​​podem acessar o curso a partir de 17 de setembro, quando a plataforma é disponibilizada ao público em geral.

Páginas